Documento sem título
         
 
 
Telefone:
(15)
3346-4237

WhatsApp:
(15)
99161-2426
         
Av. Afonso Vergueiro, 2150 - Sorocaba/SP
 
Documento sem título
 
Home
 
Histórico
 
Categorias
 
Edital
 
Benefícios
 
Base Territorial
 
Convenções
 
Associe-se
 
Contribuições
 
Homologação
 
Parceiros
 
Notícias e Novidades
 
Espaço da Mulher
 
Jornal do Sindicato
 
Mural do Sindicato
 
Mapa de Localização
 
NOTÍCIAS
 
Notcia - Evite os oito maiores erros de quem faz chapinha no cabelo 15/05/2013
Evite os oito maiores erros de quem faz chapinha no cabelo

Alisar os fios úmidos e dispensar protetores térmicos pode acabar com a prancha.

A chapinha é uma das melhores amigas de quem quer alisar o cabelo sem passar horas em um salão de beleza. No entanto, é muito comum as mulheres serem vítimas da pressa e cometerem alguns deslizes na aplicação da prancha, danificando os fios. "Passar a chapinha já é suficiente para deixar os cabelos ressecados e sujeitos à queda, o ideal é evitar o uso frequente", afirma a hair stylist Aline Carvalho, do salão Fino Capelli, no Rio de Janeiro. Confira os maiores erros de quem faz chapinha e não repite nenhum deles.

Fazer chapinha com o cabelo sujo

O liso amassou e você queria só dar uma arrumada nas pontas? Esqueça essa ideia, lave o cabelo e faça o alisamento todo novamente. Aplicar a prancha nos fios sujos, ainda que você tenha lavado no dia anterior, deixa o cabelo com aspecto pesado e oleoso. "A oleosidade da raiz se espalha por todo o comprimento, deixando os fios grudados", diz o cabeleireiro Nando Ardessore, do salão LOfficiel III, em São Paulo.

Dispensar os protetores térmicos

Os produtos termoativos formam uma espécie de camada protetora, que isola os fios do calor. "O uso de protetores térmicos é muito importante antes de usar uma chapinha, o cabelo fica protegido contra o calor da prancha, diminuindo o risco de dano aos fios", diz a cabeleireira Ruthleia Maciel, da MR Martin Hair e Beauty, no Rio de Janeiro. "Coloque uma pequena quantidade do produto na palma das mãos, espalhe e aplique em todo o comprimento do cabelo antes de passar a chapinha". Não aplique perto da raiz, evitando o excesso de oleosidade.

Usar chapinha com o cabelo molhado

Passar a prancha nos fios úmidos ou molhado é como "fritar" os cabelos - você inclusive ouve aquele barulho de alimento fritando e vê a fumaça saindo dos fios. "Isso destrói a fibra que estrutura os fios, além de deixá-los ressecados e com um aspecto queimado", afirma a cabeleireira Ruthleia.

Separar o cabelo em mechas grandes

Você pode até estar com preguiça, mas separar mechas enormes de cabelo para poupar o tempo acaba com o cabelo e com o resultado da chapinha. "Você vai precisar passar a prancha várias vezes para conseguir alisar os fios, o que além de gastar mais tempo irá danificar o cabelo", diz o cabeleireiro Nando. A hair stylist Aline explica que separar mechas muito grandes pode deixar o cabelo desalinhado e amassado, comprometendo a produção. "O ideal é separar uma mecha da largura de um dedo e aplicar a chapinha em uma de cada vez."

Ficar passando as mãos no cabelo

Muitas pessoas têm mania de passar as mãos nas mechas após aplicar a chapinha, para ter certeza de que o cabelo atingiu o liso desejado. "As mãos acumulam sujeira e oleosidade, deixando os cabelos pesados e acabando com a produção", afirma Nando Ardessore. Por isso, lave bem as mãos antes de começar a alisar o cabelo e evite passá-las nos fios.

Esquecer a chapinha na mecha

Para garantir que o cabelo fique bem liso ou então para deixar as pontas viradas, é comum algumas pessoas deixarem a chapinha parada no cabelo. "As chances de você derreter a mecha com essa prática são grandes, devido a alta temperatura das pranchas", afirma a cabeleireira Ruthleia. "É preciso passar a prancha rapidamente pelos fios, para que o calor não danifique ainda mais o cabelo."

Fritar o cabelo todos os dias

Os especialistas recomendam passar a prancha somente nos dias de lavagem do cabelo - em dias alternados ou três vezes por semana, por exemplo. "É importante também dar um descanso para a prancha e usar o secador pelo menos uma semana no mês, pois ele danifica muito menos os fios", explica a hair stylist Aline. Ela afirma que usar a chapinha todos os dias retira a umidade natural dos fios, deixando-os ressecados e danificando as pontas.

Não hidratar

Quem tem o costume de alisar o cabelo com chapinha deve fazer uma hidratação pelo menos uma vez por semana. "Ela ajuda a devolver a umidade natural dos fios e restaurar os danos causados pela chapinha, trazendo de volta a vitalidade", diz o cabeleireiro Nando.

Fonte: Minha Vida
 
 
Documento sem título
 
Sindicato das Empregadas Domésticas de Sorocaba e Região
Av. Afonso Vergueiro, 2150 (Passando o Sorocaba Shopping)
Sorocaba / SP
Telefone: (15) 3346-4237
Este site teve 17514 visitas até o momento